9 tipos diferentes de estilos parentais

O que é isso: Numa época em que a programação excessiva e o exagero são a norma, o conceito de paternidade lenta proporciona uma sensação de alívio. Este método parental tende a se concentrar na qualidade em vez da quantidade, nas conexões humanas reais e significativas e em estar presente e no momento, de acordo com o New York Times. “As crianças precisam se esforçar, lutar e se esforçar, mas isso não significa que a infância deva ser uma corrida. Os pais lentos dão aos filhos bastante tempo e espaço para explorar o mundo em seus próprios termos. todos têm tempo de inatividade suficiente para descansar, refletir e simplesmente sair juntos”, relata o Times.

Por que os pais fazem isso: Ao optar por sair de um estilo de vida de alto risco que prioriza a quantidade em vez do tempo de qualidade, os pais podem organizar um tipo diferente de educação que enfatize o equilíbrio e a autodescoberta. “Não se trata tanto de não fazer nada, mas sim de fazer as coisas de forma consciente e no ritmo certo para a família”, disse Susan Sachs Lipman, autora de “Fed up with Frenzy: Slow Parenting in a Fast-Moving World” (Fed up with Frenzy: Slow Parenting in a Fast-Moving World) Washington Post.

O que a pesquisa diz: Não há muita pesquisa especificamente sobre paternidade lenta, mas o Boston Globe relata que “fazer demais pode ser desgastante para os adultos” e “debilitante para crianças cujos cérebros ainda estão em desenvolvimento.” Um estudo de 2014 mostrou que agendar demais as crianças pode ser prejudicial à saúde. “Quanto mais tempo as crianças dedicavam a atividades menos estruturadas, mais autodirigidas elas eram e, também, o inverso era verdadeiro: quanto mais tempo elas passavam em atividades estruturadas, menos capazes eram de usar funções executivas”, disse Yuko, autora do estudo. Munakata disse à CBS News.

Leave a Comment